8 comentários:
De RCataluna a 7 de Outubro de 2007 às 22:50
h:

Muito obrigado!

Abraço!


De H a 4 de Outubro de 2007 às 22:13
Muito bonito o texto!


De RCataluna a 4 de Outubro de 2007 às 21:11
lumife:

Muito obrigado! Esteja à vontade!

Abraço!


De Lumife a 4 de Outubro de 2007 às 19:34
Li e gostei muito das suas palavras. Voltarei pois hoje ando numa corrida...

Abraço


De RCataluna a 4 de Outubro de 2007 às 09:29
todos:

Muito obrigado pelas vossas palavras! Haveria muito mais para dizer. Espero que a discussão prossiga na net, pois é muito pertinente!

Um abraço!


De Trequita a 3 de Outubro de 2007 às 19:46
Durante muito tempo senti-me triste com a partida de uma pessoa da minha família que faleceu nos meus braços...principalmente por, naquele momento, não lhe ter dito que a amava. Hoje acredito que a minha simples presença ao seu lado foi suficiente e que o amor não necessita de palavras.
Adorei o teu post.
bjokitas


De daplanicie a 3 de Outubro de 2007 às 12:48
Um linda declaração de amor incluída numa refelxão muitíssimo pertinente sobre o mundo virtual que muita gente tende a confundir com o real. Um óptimo post!
Cumprimentos


De Zig a 2 de Outubro de 2007 às 20:54
Nesse dia não pude ir ao Pax Julia, pelas razões conhecidas.

Blog, pois. No meu caso, criei-o precisamente para uma certa senhora ver! Nunca soube se ela realmente o visitou, ou não! Essa paixão platónica já me passou, e hoje em dia tenho bastantes visitantes que espreitam o blog, sem o comentar. Ainda no outro dia, alguém me o confirmou que o faz, já que não sei quem é que me visita. Havia meios para descobrir, a net tem ferramentas para isso. Mas para quê? Para depois descobrir que uma certa senhora (diferente da primeira...) não o visita? Prefiro não verificar! Prefiro ficar nessa dúvida....


Comentar post