Segunda-feira, 23 de Junho de 2008
O Cábula

Todos os anos, por esta altura, é sempre a mesma coisa. Os exames realizados nas nossas escolas estão cravejados de incorrecções (mas no Ministério da Educação não há quem aprenda com os erros?). Para além disso, e neste ano é mais do que evidante, o nível de dificuldade dos exames baixou. E muito. Do 4º ao 12º, do Português à Química, passando pela Matemática. Já se sabe que para o ano há eleições, e o governo quer iniciar 2009, que se avizinha muito complicado, da melhor maneira: anunciando o milagre da educação, os nossos alunos melhoraram muito graças às grandes reformas implementadas no ensino.

Deste modo, o governo comporta-se como um aluno cábula: sabe que está a copiar, sabe que está a entrar pela via do facilitismo, sabe que se está a enganar a si próprio. Mas este caso é particularmente grave. Para além de se enganar a si próprio, engana os portugueses. Descaradamente. E com um custo elevadíssimo para o País. Mas o importante, para Sócrates, é 2009. E o Tratado de Lisboa, claro.


tags:

publicado por Ricardo Cataluna às 16:26
link do post | comentar | favorito

12 comentários:
De João Barros a 23 de Junho de 2008 às 17:42
isto está a chegar a um ponto, que qualquer dia um aluno num só ano, faz os 12 anos de ensino, tipo chega de manhã... na parte da manhã aprende a escrever o nome e a tarde faz um exame de duas perguntas sobre os 12 anos de ensino e zaz, pode ir para a universidade com 7 anos...Ridículo? já vi isto mais longe...

Note-se que não culpo os professores, nem os que fizeram o exame, pois quero acreditar que as directrizes que recebem não lhes é permitido fazer mais...


De Ricardo Cataluna a 24 de Junho de 2008 às 09:45
@joão:

Qualquer dia, ainda nem sairam da sala de partos e já são licenciados!


De Anónimo a 24 de Junho de 2008 às 09:54
shiiiiuuu não fales alto que ainda alguém ouve a ideia e ainda pega...


De João Barros a 24 de Junho de 2008 às 10:06
este ultimo foi meu...


De António de Almeida a 24 de Junho de 2008 às 16:16
-Não tarda teremos os cursos da UNI equiparados a um doutoramento.


De João Barros a 24 de Junho de 2008 às 17:35
mais uma vez repito não falta muito, somos o unico pais da europa em que um bacharelato é igual a licenciatura... para que conste uma "licenciatura" de bolonha só é licenciatura em portugal, porque lá fora não passa de uma bacherelato. os mestrados que andam a vender aos desbarato, não passam mais que licenciaturas, só em portugal é que os mestrados de bolonha são equiparados a um mestrado...

mais uma vez o tuga (influenciado pelo (des)governo deste pais) a apostar nas aparencias...

mais uma vez temos de ser diferentes do outros.... para o mal como é obvio


De Ricardo Cataluna a 24 de Junho de 2008 às 20:05
@joão barros:

Devo fazer, como está na moda, uma declaração de interesses. A minha licenciatura foi concluida no âmbito do processo de Bolonha. Não por minha opção, mas porque a minha faculdade fez a conversão de uma assentada. No final do ano fiz as contas aos créditos e cheguei à conclusão de que tinha a "licenciatura" feita. Confesso que estava desejoso de deixar a universidade, por várias razões: porque estava FARTO; porque não me interessava continuar os estudos naquela faculdade; porque não quero, nem nunca quis, dar aulas no chamado ensino oficial. Não me sinto nem mais nem menos que os meus colegas licenciados. O que pretendo fazer na vida não implica, necessariamente, uma formação académica naquela área. Contudo, já fui ultrapassado por pessoas com a licenciatura de 4 anos, bem como já aconteceu ao contrário. No entanto, devo reconhecer que é injusto para um colega que estudou 4 anos, ser ultrapassado por outro que estudou menos.

Estás a ver? Eu também faço comentários longos:)

Abraço!


De João Barros a 24 de Junho de 2008 às 20:34
Ricardo estou de acordo contigo em tudo o que disseste, o que eu quis dizer foi simplesmente, que o que este governo está a fazer é vender bacharelatos como sendo licenciaturas. eu até acho que uma pessoa com o 12º ano se é mais competente que uma pessoa com doutoramento, deverá ser essa pessoa a desempenhar o papel... competência acima de tudo...

o que acho mesmo mal e este enganar constante das pessoas, se começam logo nos alunos... depois esperam que a malta acredite na politica...


De Ricardo Cataluna a 24 de Junho de 2008 às 20:37
@joão barros:

Exactamente! Vivemos na mentira e ilusão. Como o Tuga gosta!

Abraço!


De Ricardo Cataluna a 24 de Junho de 2008 às 19:57
@antónio de almeida:

Só o inglês técnico deve equivaler a todo o ensino secundário...


De João Barros a 24 de Junho de 2008 às 21:41
pequena correcção, inglês técnico tem 90 creditos, logo tem direito a curso superior e meio mestrado já feito... isto pelo menos no plano curricular do Sócrates... Desculpa o preciosismo, mas não quero ser contra alguem integro e sério... bem ou talvez não...


De Ricardo Cataluna a 25 de Junho de 2008 às 13:39
@joão barros:

Só tu...


Comentar post

Contacto
Mail
O meu perfil
Twitter
Receba O Bom Gigante por mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Podcast

Subscribe Free
Add to my Page

 Subscreva o podcast d' O Bom Gigante

pesquisar
 
E-Learning
Posts Recentes

Ponto final

Vindo de quem vem, é supo...

Guia de resgate

Este vai longe...

Fim do terror (?)

Dose Dupla:Soundgarden/Ni...

Blog novo

Espírito de Exigência

Em exibição

Dose Dupla: R.E.M (Mais v...

Arquivos
tags

todas as tags

Favoritos

A Inquisição voltou. Nós ...

Links
Rádio do Blog
subscrever feeds