Segunda-feira, 1 de Dezembro de 2008
O PCP é assim...

Não há partido em Portugal com a mobilização e organização como tem o PCP. O partido vive, muito provavelmente, num dos momentos mais marcantes da sua história recente: a crise financeira internacional, a economia portuguesa de rastos, as nacionalizações, entre outros casos, têm animado as hostes comunistas. Os novos amanhãs que cantam, aliados a uma retórica marxista-leninista pura e dura, tornam o PCP num actor principal da vida política portuguesa. Isto tem muito mérito do Partido, bem como demérito dos partidos que têm governado Portugal nos últimos 34 anos: só num país atrasado, pior do que isso, adiado, é possível existir um Partido com este tipo de ideias e que dá guarida a várias formas não democráticas de fazer política. De Cuba à Coreia do Norte.


tags:

publicado por Ricardo Cataluna às 23:26
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De Trequita a 2 de Dezembro de 2008 às 00:37
os partidos políticos são os mesmos de sempre, o que nos faz falta são líderes com pelo menos metade do carisma que os de outros tempos tinham. Agora só o que temos são sombras pouco conconvincentes.


De Ricardo Cataluna a 3 de Dezembro de 2008 às 11:10
@trequita:

Muito bem visto!!


Comentar post

Contacto
Mail
O meu perfil
Twitter
Receba O Bom Gigante por mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Podcast

Subscribe Free
Add to my Page

 Subscreva o podcast d' O Bom Gigante

pesquisar
 
E-Learning
Posts Recentes

Ponto final

Vindo de quem vem, é supo...

Guia de resgate

Este vai longe...

Fim do terror (?)

Dose Dupla:Soundgarden/Ni...

Blog novo

Espírito de Exigência

Em exibição

Dose Dupla: R.E.M (Mais v...

Arquivos
tags

todas as tags

Links
Rádio do Blog
subscrever feeds