Quinta-feira, 17 de Setembro de 2009
Branco

Nas próximas legislativas vou votar em branco. Não é segredo para quem acompanha o blog que sou próximo da área do PSD, e que abomino o Governo Sócrates. Mas o leque de escolhas é muito pouco apelativo.

Manuela Ferreira Leite esfrangalhou grande parte do seu capital político (houve quem lhe chamasse efeito Rangel) com as listas de candidatos a deputados. Tenho estima por algumas das pessoas que compõem as listas, mas a inclusão de Lopes da Costa e António Preto foi uma machadada na credibilidade que o partido estava a recuperar. Por outro lado, as listas apresentam uma série de nomes do Cavaquismo, não dando espaço para a renovação. O PSD não pode crescer enquanto não cortar, definitivamente, as amarras que o ligam ao Cavaquismo.

Quanto a Portas e ao CDS, apesar de ser bom em campanha e com propostas interessantes, eu não aprecio o estilo one-man-show. Além disso, o  CDS/PP sem Portas não existe. O que é uma pena, porque até é um partido que ainda tem bons quadros.

Muito se tem falado do MEP, que ainda não conheço bem, mas que parece estar a "facturar" com o factor novidade. Soa-me a Guterrismo revisitado, a um socialismo católico algo indefinido.

Continuo a defender que a política exige rasgo, visão e ambição. E esta campanha eleitoral não tem tido nada disso.



publicado por Ricardo Cataluna às 15:50
link do post | comentar | favorito

5 comentários:
De Daniel João Santos a 17 de Setembro de 2009 às 22:11
Já me disseram que votar em branco é perigoso. Quem conta os votos tem uma esferográfica na mão.


De Ricardo Cataluna a 17 de Setembro de 2009 às 23:01
Faço para lá um rabisco:)


De Carlos Albuquerque a 18 de Setembro de 2009 às 11:10
Caro Ricardo Cataluna

Talvez valha a pena conhecer melhor o MEP.

É um projecto original, que não pretende revisitar algo já feito, e neste momento está bastante definido: o manifesto deu lugar a um programa do partido e para estas eleições o MEP foi o primeiro partido a apresentar um programa eleitoral.


De Ricardo Cataluna a 18 de Setembro de 2009 às 17:42
Caro Carlos Albuquerque,

Como referi no post, não conheço bem o MEP e a referência que fiz ao Movimento baseava-se em impressões pessoais colhidas após a leitura de entrevistas do Rui Marques.
O que escrevi foi, com toda a franqueza, a opinião com que fiquei. Porventura será injusta, e, se assim é, aceite as minhas desculpas.

Vou ler o vosso programa com todo o gosto. E quem sabe, se não falaremos mais tarde.


De h - V&P a 18 de Setembro de 2009 às 21:12
Ricardo... como te entendo...


Comentar post

Contacto
Mail
O meu perfil
Twitter
Receba O Bom Gigante por mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Podcast

Subscribe Free
Add to my Page

 Subscreva o podcast d' O Bom Gigante

pesquisar
 
E-Learning
Posts Recentes

Ponto final

Vindo de quem vem, é supo...

Guia de resgate

Este vai longe...

Fim do terror (?)

Dose Dupla:Soundgarden/Ni...

Blog novo

Espírito de Exigência

Em exibição

Dose Dupla: R.E.M (Mais v...

Arquivos
tags

todas as tags

Favoritos

A Inquisição voltou. Nós ...

Links
Rádio do Blog
subscrever feeds