Sábado, 17 de Abril de 2010
O i

O jornal i tem pouco menos de um ano. Tenho um certo carinho pelo jornal, com os seus defeitos e virtudes, até porque assisti, como milhares de portugueses, ao seu nascimento, através das redes sociais, de vídeos, entre outros meios. Pretendia ser um jornal de referência, que ombreasse com o Público.

Como consumidor de jornais, custa-me ver quando uma publicação passa dificuldades. Os Media e a informação livre são um esteio da vida democrática. Quantos mais variedade de oferta, quanto mais informação, quanto mais discussão, melhor.

O director do i bateu com a porta. Saiu perante as exigências da administração que pretendem fazer mais com menos meios. Fazer um jornal decente custa dinheiro. Muito. Honra seja feita a Figueiredo por perceber isso e agir em conformidade. Pena é que muitos jornalistas achem que é possível distrair a populaça com tostões. É impossível fazer um trabalho em condições sem recursos financeiros. Não há, praticamente, em Portugal, orgão de comunicação social que não perca dinheiro. São tempos difíceis para a Imprensa Tradicional, mas honra seja feita ao i que foi dos poucos meios de comunicação que percebeu que era preciso fazer diferente no mundo dos Media. Quanto aos senhores do Grupo Lena, se não queriam perder dinheiro, mais valia que não tivessem lançado o jornal. Ou então que aceitassem uma proposta de compra para o mesmo.


tags:

publicado por Ricardo Cataluna às 22:11
link do post | comentar | favorito

Contacto
Mail
O meu perfil
Twitter
Receba O Bom Gigante por mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Podcast

Subscribe Free
Add to my Page

 Subscreva o podcast d' O Bom Gigante

pesquisar
 
E-Learning
Posts Recentes

Ponto final

Vindo de quem vem, é supo...

Guia de resgate

Este vai longe...

Fim do terror (?)

Dose Dupla:Soundgarden/Ni...

Blog novo

Espírito de Exigência

Em exibição

Dose Dupla: R.E.M (Mais v...

Arquivos
tags

todas as tags

Favoritos

A Inquisição voltou. Nós ...

Links
Rádio do Blog
subscrever feeds