Domingo, 4 de Outubro de 2009
Continuar?

Ainda há gente dentro do PSD que não percebeu o que é que se passou no passado dia 27. Para quem ainda não percebeu, Manuela Ferreira Leite deixou de ser líder do PSD nessa mesma noite. Ponto. Pode levar mais ou menos dias a sair, mas a sua liderança ficou irremediavelmente compremetida. Só uma liderança muito trapalhona perde umas eleições para este PS, ainda mais nas circunstâncias sociais, económicas e até políticas.

Ver figuras destacadas do partido defenderem a continuidade de Manuela Ferreira Leite, é como dizer que se vai para Londres no Titanic. Ninguém leva a sério.



publicado por Ricardo Cataluna às 22:21
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quinta-feira, 24 de Setembro de 2009
Amadorismo

Nem o mais optimista dos dirigentes socialistas esperaria uma campanha tão pacífica. Mal se falou de Desemprego, de Economia, de Finanças, de Educação, entre outros aspectos. O PS vai, infelizmente, ganhar as próximas legislativas. Apesar de terem sido quatro anos maus. Sócrates é um político de plástico, que muda de capa de acordo com as circunstâncias.  E vai ganhar, acima de tudo, por falta de comparência do PSD. Ferreira Leite conseguiu o mais difícil: esfrangalhou o capital conquistado nas últimas Europeias ao longo de semanas. E fê-lo lenta e penosamente.  Com um amadorismo confrangedor, deu tiros nos pés com demasiada frequência.

Já disse e repito: a liderança de Ferreira Leite parece ser uma fiel seguidora do chamado Cavaquismo, doutrina que nem o próprio Cavaco advoga. O desafio do PSD depois de Outubro é enorme: renovar pessoas, políticas e rumos. Portugal merece e precisa de (muito) melhor.



publicado por Ricardo Cataluna às 18:31
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Terça-feira, 22 de Setembro de 2009
Alguém ainda se lembra que há eleições legislativas no próximo domingo?

Twitter durante a tarde de ontem (versão resumida): Direita - Cavaco é Deus; Esquerda - Cavaco devia ser atirado de uma falésia num carro em chamas.

E é isto que se discute na véspera de eleições legislativas.

 

Texto também disponível no Novo Rumo.



publicado por Ricardo Cataluna às 11:17
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Domingo, 20 de Setembro de 2009
Campanha?

TGV. Asfixia democrática. O Fascismo vem aí! Os espanhóis não mandam nisto! Devia haver uma aliança à esquerda. Devia haver uma aliança à direita. A política de direita que nos governa há 30 anos. Nos últimos 14 anos, 11 são de maioria socialista. A licenciatura de domingo. As casas de Sócrates. A impreparação de Ferreira Leite. Louçã contra os ricos e os PPR's. O Presidente acha que está a ser escutado. Jornalistas que fazem fretes ao poder político. Jornais que divulgam mails de outros jornais. Bloggers, muitos deles com cabeça, despejam azedume e fanatismo. Os comentadores despejam azedume, fanatismo, e estão cada vez mais profissionais. Sócrates veste-se bem e tem ideias. Ferreira Leite não se veste bem e não tem ideias. Sócrates é sexy. Ferreira Leite não.

Regra geral, as discussões na campanha eleitoral não andam muito longe disto. As campanhas eleitorais estão cada vez mais profissionais, esquizofrénicas e com requintes de malvadez. Na última semana, quantas vezes ouvir falar da acção política de Sócrates durante a legislatura? Quantas vezes ouviu falar de Desemprego, Economia, Política Fiscal, Justiça, ou  Educação?

O caro leitor identifica-se com este estado de coisas na política portuguesa?

 

Texto também disponível no Novo Rumo



publicado por Ricardo Cataluna às 12:42
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Quinta-feira, 17 de Setembro de 2009
Branco

Nas próximas legislativas vou votar em branco. Não é segredo para quem acompanha o blog que sou próximo da área do PSD, e que abomino o Governo Sócrates. Mas o leque de escolhas é muito pouco apelativo.

Manuela Ferreira Leite esfrangalhou grande parte do seu capital político (houve quem lhe chamasse efeito Rangel) com as listas de candidatos a deputados. Tenho estima por algumas das pessoas que compõem as listas, mas a inclusão de Lopes da Costa e António Preto foi uma machadada na credibilidade que o partido estava a recuperar. Por outro lado, as listas apresentam uma série de nomes do Cavaquismo, não dando espaço para a renovação. O PSD não pode crescer enquanto não cortar, definitivamente, as amarras que o ligam ao Cavaquismo.

Quanto a Portas e ao CDS, apesar de ser bom em campanha e com propostas interessantes, eu não aprecio o estilo one-man-show. Além disso, o  CDS/PP sem Portas não existe. O que é uma pena, porque até é um partido que ainda tem bons quadros.

Muito se tem falado do MEP, que ainda não conheço bem, mas que parece estar a "facturar" com o factor novidade. Soa-me a Guterrismo revisitado, a um socialismo católico algo indefinido.

Continuo a defender que a política exige rasgo, visão e ambição. E esta campanha eleitoral não tem tido nada disso.



publicado por Ricardo Cataluna às 15:50
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

A ler

Não se aguenta o exercício, aliás deliberado, de iliteracia pura de um sujeito que finge não perceber o que os adversários dizem para, em seguida, distorcer tudo, à falta de melhor tema de campanha.(…)

[P]ara o PS se pôr com estas fitas e a lhes dar tanta ressonância na comunicação social, isso significa que acha ter já perdido as eleições e esbraceja, esbraceja…

 

Vasco Graça Moura no Jamais

 

Via O Insurgente



publicado por Ricardo Cataluna às 15:23
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 15 de Setembro de 2009
Há gente que não aprende...

Estas declarações de João Soares não só são de uma deselegância evidente, como revelam a sobranceria com que encara as próximas legislativas. Vindo de quem vem, devia ter mais cuidado. Foi essa atitude que lhe custou a derrota com Santana Lopes. Às vezes a história repete-se, mesmo que os protagonistas não sejam os mesmos.

 

Texto também disponível no Novo Rumo



publicado por Ricardo Cataluna às 22:19
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Domingo, 6 de Setembro de 2009
A ler

Este belo texto de Carlos Abreu Amorim.



publicado por Ricardo Cataluna às 19:19
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 2 de Setembro de 2009
Planeta Sócrates

A entrevista desta noite à RTP1 correu muito bem a Sócrates. O PM tem uma habilidade para transformar qualquer conversa num monólogo decorado ao limite. A imagem e a mensagem passam sem grandes problemas.

O problema é que Sócrates fala como se não tivesse sido Primeiro-Ministro: parece que não diabolizou os professores, que o desemprego não aumentou, e que nem sequer estamos mais pobres do que há 4 anos. A culpa é sempre dos outros, as virtudes são todas dele.

Um Primeiro-Ministro que teve condições excepcionais de governabilidade e que desaproveitou esta legislatura para fazer reformas estruturais, não merece uma segunda oportunidade. Só é pena que não haja uma alternativa à altura.

 

Texto também disponível no Novo Rumo.

 



publicado por Ricardo Cataluna às 00:09
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quinta-feira, 27 de Agosto de 2009
Afinal...

Sempre votei PSD, excepto em 2005 (abstive-me), apesar de não ser militante do partido. Nas próximas eleições o cenário pós-eleitoral é uma incógnita, mas o perspectiva de Bloco Central é arrepiante e, pelos vistos, algo de bastante provável. A política precisa de confrontação e de rasgo, e não das mesmas propostas para deixar tudo na mesma. Exigia-se mais ao PSD: que apresentasse um programa mais arrojado e que não embarcasse em erros do passado - veja-se a formação das listas.

A desilusão é grande. Deste modo, parece que as únicas diferenças entre PS e PSD são os perfis dos seus líderes, o que é muito pouco. A um mês das legislativas vou-me mentalizando para votar em branco. A não ser que algo mude, o que não é muito provável.



publicado por Ricardo Cataluna às 17:23
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Sexta-feira, 21 de Agosto de 2009
Ferreira Leite

A entrevista de Manuela Ferreira Leite à RTP não trouxe nada de novo. A líder do PSD continua igual a si própria. Falta pouco mais de um mês para as legislativas e a campanha tem sido de um vazio confrangedor. Aguardemos pelo programa do PSD. Até é compreensível que ela queira que o mesmo seja curto e objectivo, em oposição ao estilo espectacular e irrealista de Sócrates. Mas os portugueses não lhe levariam a mal, certamente, um pouco de audácia e de arrojo. Algo que mobilizasse o eleitorado e o país. Apresentar o que se pode cumprir é correcto, mas ficar-se pela ideia do depois logo se vê, sabe a pouco.

A campanha do PSD não se pode basear na ideia: Não gostam de Sócrates? Querem mais quatro anos de PS? Então votem Ferreira Leite. Afinal, estamos a eleger o governo para os próximos quatro (difíceis) anos. Não estamos a escolher o melhor sabonete ou o detergente da roupa mais adequado.

 

Texto também disponível no Novo Rumo.



publicado por Ricardo Cataluna às 16:02
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Domingo, 2 de Agosto de 2009
Novo Rumo

Foi criado um blog, o Novo Rumo. Pretende discutir, sem reservas, uma nova visão para o país.  Eu vou andar por lá.



publicado por Ricardo Cataluna às 23:44
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Contacto
Mail
O meu perfil
Twitter
Receba O Bom Gigante por mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Podcast

Subscribe Free
Add to my Page

 Subscreva o podcast d' O Bom Gigante

pesquisar
 
E-Learning
Posts Recentes

Continuar?

Amadorismo

Alguém ainda se lembra qu...

Campanha?

Branco

A ler

Há gente que não aprende....

A ler

Planeta Sócrates

Afinal...

Arquivos
tags

todas as tags

Favoritos

A Inquisição voltou. Nós ...

Links
Rádio do Blog
subscrever feeds