Domingo, 10 de Julho de 2011
Ai a memória...

O actual debate político português é visto de um modo absolutamente maniqueísta: há aqueles que acham que estamos assim por causa dos bancos e das agências de rating; outros defendem que estamos assim por nossa exclusiva responsabilidade. Não há meio termo que nos valha. Ora, o post anterior, deveria ter tido uma adenda: acredito que estamos assim, sobretudo, por nossa culpa - vivemos claramente acima das nossas possibilidades, gastando mais do que devemos. Mas esta última medida da Moody's é absolutamente irrazoável: baixar o rating em quatro níveis, com um novo Governo, que apresentou medidas mais duras e que repete que devemos ir além do acordo da Troika, é claramente uma demonstração de má fé, para não lhe chamar algo pior.

Por outro lado, o PS não se pode esquecer de que assinou o memorando de entendimento. E se tivesse formado Governo, teria de tomar muitas destas medidas (privatizações e tudo). Por mais que apareça a rasgar as vestes e a proclamar-se de esquerda (um espectáculo que proporciona com maior intensidade quando está na oposição), deve lembrar-se de que o caminho do país é estreito e que, neste momento, não temos grande alternativa que não seja segui-lo.


tags: , ,

publicado por Ricardo Cataluna às 10:43
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 19 de Maio de 2011
Não tenhamos dúvidas...

O que está em causa no próximo dia de 5 de Junho é, na realidade, muito simples. Temos de escolher entre: o actual PM, que não tem qualquer credibilidade, que insiste em propagandear um país que só existe na sua cabeça e na dos seus indefectíveis; e o líder do PSD, que apresenta nestas eleições o programa mais estruturado, completo e corajoso de que há memória na política portuguesa. É verdade que o PSD tem cometido erros e que o programa, com certeza, terá aspectos a limar. A própria governação se encarregará de os corrigir. Tudo o resto são coisas sem importância. Refira-se, uma vez mais, que Portugal vive um momento complicado e que a intervenção do FMI veio por a nu muitas das debilidades de que o nosso país padece, e que este Governo, habilmente, esconde debaixo do tapete. O memorando da troika é muito parecido com o programa do PSD, defendendo aquilo que o partido reivindica há muito tempo. Mesmo que o PS ganhe as eleições, terá de cumprir as medidas impostas de fora e que, pasme-se, são coincidentes com as do... PSD. Caso não o faça, Portugal ficará ainda numa situação mais débil. Portugal tem mesmo de mudar de vida se quer evitar ficar (ainda mais) ingovernável. Se não formos nós a mudar, alguém o fará por nós. E não será com paninhos quentes. O PM pode ser um ás da comunicação, distorcer o que lhe apetecer, especialmente se for a seu favor, colocar a comunicação social a salivar com soundbites e truques de algibeira. Sócrates pode andar por aí alive and kicking. Mas o seu tempo acabou. 5 de Junho é dia de demonstrar isso mesmo. 


tags: , ,

publicado por Ricardo Cataluna às 15:54
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sábado, 6 de Fevereiro de 2010
A vergonha

1 - Se dúvidas havia, neste artigo ficam dissipadas: José Sócrates não tem perfil para ser Primeiro-Ministro. Um Chefe de Governo que desrespeita, deste modo, a liberdade de expressão e de imprensa, não pode continuar a ocupar o cargo nem mais um segundo. Tendo em conta que se realizaram eleições há pouco tempo, até teria lógica que o PS indicasse outro nome para liderar o Governo. Sócrates é que não pode continuar.

 

2 - Não percebo nada de Direito, mas é evidente que Pinto Monteiro e Noronha Nascimento ficam mal na fotografia.

 

3 - O que seria deste caso se o líder do Governo fosse de outra cor política, nomeadamente do PSD? Já imagino os editoriais indignados, as manifestações...

 

4 - Como é que o PS compactua com este tipo de comportamento? Como é que os "paladinos a da Liberdade" não dizem uma palavra sobre isto? O Poder é uma força muito poderosa, mas não pode valer tudo.

 

5 - Fica provado como é perversa a influência do Estado na Economia e nas empresas. Não só se estrangula a Economia, como se estimula o tráfico de influências.


tags: , ,

publicado por Ricardo Cataluna às 21:26
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Quinta-feira, 24 de Setembro de 2009
Amadorismo

Nem o mais optimista dos dirigentes socialistas esperaria uma campanha tão pacífica. Mal se falou de Desemprego, de Economia, de Finanças, de Educação, entre outros aspectos. O PS vai, infelizmente, ganhar as próximas legislativas. Apesar de terem sido quatro anos maus. Sócrates é um político de plástico, que muda de capa de acordo com as circunstâncias.  E vai ganhar, acima de tudo, por falta de comparência do PSD. Ferreira Leite conseguiu o mais difícil: esfrangalhou o capital conquistado nas últimas Europeias ao longo de semanas. E fê-lo lenta e penosamente.  Com um amadorismo confrangedor, deu tiros nos pés com demasiada frequência.

Já disse e repito: a liderança de Ferreira Leite parece ser uma fiel seguidora do chamado Cavaquismo, doutrina que nem o próprio Cavaco advoga. O desafio do PSD depois de Outubro é enorme: renovar pessoas, políticas e rumos. Portugal merece e precisa de (muito) melhor.



publicado por Ricardo Cataluna às 18:31
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Sexta-feira, 4 de Setembro de 2009
Quem semeia ventos...

1. Não aprecio o estilo de Moura Guedes, nem os notíciários que apresenta. Uma das maravilhas do mercado é a concorrência: quando não gosto do que vejo na TV, mudo de canal. De resto, o Jornal de Sexta foi, muito provavelmente, mais benéfico para José Sócrtaes do que se pensa: permitiu a vitimização permanente do PM durante meses, até porque Moura Guedes goza de muitas inimizades na política e nos Media ( já agora, Santa Hipocrisia a de alguns jornalistas). A Campanha Negra foi o principal tema de muita da política de Sócrates, especialmente na segunda metade do seu (longo e penoso) mandato. Basta recordar o beija-mão permanente e uma certa histeria anti-imprensa (desde que criticasse o PS) que dominou o último Congresso de Espinho.

Esta decisão de cancelar o Jornal Nacional, ainda com muitas informações desencontradas e por esclarecer, é péssima para Sócrates e para o PS. Mesmo que ele não tenha nada a ver com o assunto, o que não acredito, até pelo que já se escreveu por aqui.

Sócrates tem tanto jeito a lidar com a imprensa crítica do seu trabalho como o Nuno Gomes tem na hora de acertar na baliza. E agora caem-lhe todas as suspeitas em cima, por culpa do próprio PM. É a vida.

 

2. Talvez fosse uma boa altura para discutir a linha editorial dos Media portugueses. Pessoalmente, preferia que se assumissem e declarassem, claramente, quem apoiam ou não apoiam, como acontece com os principais jornais espanhóis. Sempre era preferível do que assistir a lições de pseudo-independência e pseudo-jornalismo dadas por aqueles que não têm legitimidade para as dar.

 

Texto também disponível no Novo Rumo



publicado por Ricardo Cataluna às 15:57
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Quinta-feira, 27 de Agosto de 2009
Afinal...

Sempre votei PSD, excepto em 2005 (abstive-me), apesar de não ser militante do partido. Nas próximas eleições o cenário pós-eleitoral é uma incógnita, mas o perspectiva de Bloco Central é arrepiante e, pelos vistos, algo de bastante provável. A política precisa de confrontação e de rasgo, e não das mesmas propostas para deixar tudo na mesma. Exigia-se mais ao PSD: que apresentasse um programa mais arrojado e que não embarcasse em erros do passado - veja-se a formação das listas.

A desilusão é grande. Deste modo, parece que as únicas diferenças entre PS e PSD são os perfis dos seus líderes, o que é muito pouco. A um mês das legislativas vou-me mentalizando para votar em branco. A não ser que algo mude, o que não é muito provável.



publicado por Ricardo Cataluna às 17:23
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Segunda-feira, 3 de Agosto de 2009
Guterrismo Musculado

Já podem ler o meu primeiro post no Novo Rumo.


tags: , ,

publicado por Ricardo Cataluna às 22:52
link do post | comentar | favorito

Domingo, 26 de Julho de 2009
Era só para avisar que o Fascismo vem aí. Obrigado.

A propósito do pretenso convite feito pelo PS a Joana Amaral Dias, tenho duas observações a fazer: em primeiro lugar, Louçã foi hipócrita - felicita Joana Amaral Dias por ter recusado convite do PS, mas ostracizou-a quando apoiou Soares nas Presidenciais. Será que para o líder do BE as pessoas são livres de tomarem as posições que entenderem desde que sejam as do Bloco? Em segundo lugar, a verdadeira esquerda (leia-se a esquerda que gosta de bater com a mão no peito e gritar aos quatro ventos que é de esquerda, enquanto que o PS é um partido da direita reaccionária e neoliberal), nos momentos decisivos, alia-se ao PS. Veja-se o caso de Vale de Almeida. Afinal, há até quem diga que o regresso do Fascismo é muito provável. Qual PREC revisitado, qual quê...


tags: ,

publicado por Ricardo Cataluna às 12:03
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito

Sábado, 11 de Julho de 2009
Cuidado!

O Dr. António Costa tem de ter cuidado com a sobranceria com que fala e lida com Santana Lopes. Foi uma atitude desse género que custou a derrota a João Soares quando defrontou o ex-presidente do Sporting.



publicado por Ricardo Cataluna às 23:33
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 8 de Junho de 2009
Europeias

Sobre as Europeias, subscrevo o que foi dito aqui.

PCP e BE valem mais de 20%? Só neste país...

Os neo-liberais mereceram a confiança da maioria dos europeus.

Sobre Rangel, recordo o que tinha dito aqui.

O PCP, caso se confirme que ficou atrás do BE, fica com uma marca: pela primeira vez, alguém ultrapassa o PC pela esquerda (repito, só neste país). Vamos ver como vai reagir, apesar de ter tido uma boa votação.

O CDS-PP teve boa votação, ao contrário do que seria expectável.

O PS foi arrasado e, segundo o que disse Sócrates, deu sinais de que não percebeu estes resultados e vai continuar a actuar da mesma maneira. 

O PSD teve um grande resultado. Mérito de Rangel e da líder. (Já agora, recorde-se quem é o 3º elemento da lista) Mas para ganhar as legislativas ainda há muito para fazer. Mas o dia de hoje foi importante.

 



publicado por Ricardo Cataluna às 01:19
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Sábado, 25 de Abril de 2009
Debate Europeias: Vital/Rangel

Para os mais desatentos, ontem foi dia de dabate entre Vital e Rangel. Reafirmo o que já disse: Rangel parece-me, de longe, melhor candidato: mais actualizado, interveniente e incisivo.



publicado por Ricardo Cataluna às 14:56
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quarta-feira, 22 de Abril de 2009
Mais do mesmo

A entrevista do PM na noite de ontem não trouxe novidades. Zero. Foi mais um tempo de antena do que outra coisa, nada a que não estejamos habituados nos debates quinzenais. A vitimização e a propaganda são as únicas vertentes que orientam a acção política de Sócrates. É por demais evidente que o PM e o seu Governo andam ao sabor dos acontecimentos e das sondagens.

 

Ao ver a entrevista de ontem, lembrei-me de uma outra entrevista que Sócrates deu à SIC. Recordo-me que a polémica foi mais do que muita, especialmente por culpa dos entrevistadores, em especial de Ricardo Costa. Houve até um colega do Expresso, Fernando Madrinha, que criticou o tom do colega na entrevista. Não me lembro das palavras exactas, mas a ideia é que Ricardo Costa tinha sido demasiado agressivo e até mal educado.

O tempo, em particular o prime-time de ontem da RTP, deu razão a Costa. A única maneira de sacar algo a este PM é sendo agressivo e até algo mal educado. Chego à conclusão que é a forma de linguagem que entende e a que dá resposta.

 

Os entrevistadores de ontem estavam mal preparados e foram trucidados por um PM que levou, como é hábito, o discurso ensaiado ao detalhe. Sócrates não deu hipótese. O problema é que foi mais do mesmo. E disso já estamos fartos.

 

Nota: Na segunda-feira, a RTP transmitiu mais um Prós e Contras. Duas notas: Vital é um candidato fraco. O PSD tem uma oportunidade única de ganhar estas Europeias. Caso tal não aconteça, não tem hipótese de ganhar qualquer eleição. Rangel esteve a bom nível; a apresentadora, mais uma vez, não foi um grande exemplo de isenção. Para além dos 5 candidatos a vociferar (6 se contarmos com as intervenções de Ana Gomes da plateia, sem microfone), Fátima Campos Ferreira, desta vez, não embirrou com as palmas. Aliás, não embirrou com as palmas vindas dos deputados do PS. Obviamente que isto não teve muita importância, mas é mais um sinal do favorecimento a que este programa tem votado o PS. Foi tudo feito em prol de Vital. O problema é que este não dá mais.


tags: , ,

publicado por Ricardo Cataluna às 15:28
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 12 de Março de 2009
4 anos

O Governo do PS faz 4 anos. Fico espantado com o facto de as coisas não teram mudado muito, como se pode ver aqui. A grande vitória deste Governo, o controlo do défice, que implicou um enorme sacrifício por parte dos portugueses, virá, muito provavlmente, por água a baixo, por culpa da crise e o eleitoralismo. Preparem-se: 2010 pode ser pior. Corremos o risco de vermos muitos do benefícios cortados, bem como os impostos a aumentar, independentemente de quem ganhe as próximas legislativas. E já sabemos quem é que será.


tags: ,

publicado por Ricardo Cataluna às 12:29
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Domingo, 1 de Março de 2009
Follow the leader!

O Congresso do PS foi um vazio total. Por culpa do seu líder que, logo na primeira intervenção, esvaziou o debate político, concentrando atenção na vitimização e na perseguição aos Media. Num espectáculo bem montado, o Congresso Socialista foi um beija-mão permanente, intercalado com um madeirense apaixonado por Edite Estrela (??!!) e um Horácio Santiago que é uma espécie de Tino de Rans 2.0. - um apagão (aposto que o José Manuel Fernandes conduziu um bulldozer contra um poste da luz nos arredores do pavilhão), a banda sonora do Gladiador repetida à náusea e um colunista do Público é candidato às europeias. Prontos, está  a reunião resumida.

 

Onde eu fiz um acompanhamento muito "profissional" do Congresso, foi aqui.


tags: ,

publicado por Ricardo Cataluna às 21:38
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Quinta-feira, 12 de Fevereiro de 2009
O PS vive em Marte! Será que sabe disso?

Vivemos uma crise financeira e económica sem precedentes; a Justiça está num caos total; a Educação vive num impasse; entre outros problemas gravíssimos que a sociedade portuguesa atravessa.

O que é que o PS trás para a agenda mediática: o casamento entre pessoas do mesmo sexo (é mais fácil fazer passar isto no parlamento, estou certo que a grande maioria dos deputados aprovaria); a Regionalização (muitas reticências a este processo) e a Eutanásia!

Isto é que é a Força da Mudança?


tags: ,

publicado por Ricardo Cataluna às 15:13
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Contacto
Mail
O meu perfil
Twitter
Receba O Bom Gigante por mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Podcast

Subscribe Free
Add to my Page

 Subscreva o podcast d' O Bom Gigante

pesquisar
 
E-Learning
Posts Recentes

Ai a memória...

Não tenhamos dúvidas...

A vergonha

Amadorismo

Quem semeia ventos...

Afinal...

Guterrismo Musculado

Era só para avisar que o ...

Cuidado!

Europeias

Arquivos
tags

todas as tags

Favoritos

A Inquisição voltou. Nós ...

Links
Rádio do Blog
subscrever feeds