Quinta-feira, 18 de Maio de 2006
Os estranhos silêncios de Beja
Não gosto de pausas, nem de silêncios. Nunca sei o que está por trás deles. Ultimamente tenho escrito menos sobre Beja. Será que estou desatento ou não ouço nada? Gostaria de lançar algumas perguntas.

O que é feito do Aeroporto de Beja? Será que estamos à espera de ser ultrapassados por Évora ou por Espanha para jogar as mãos à cabeça e culparmos tudo e todos?

Em que ponto está a tal associação que se formou para tentar evitar o esvaziamento da cidade (saída de serviços e outras actividades)? Está à espera da tomada de posições do governo central, quando não se puder fazer mais nada?

Qual é a posição da autarquia em relação a estas matérias? Qual é a situação financeira da câmara?

Existem pessoas preocupadas com o rumo da cidade, dispostas a ajudar. Escrevem em blogues e jornais, falam em rádios e televisões, lançando projectos e questões. Estarão os bejenses condenados ao silêncio?

tags:

publicado por Ricardo Cataluna às 16:27
link do post | comentar | favorito

5 comentários:
De RCataluna a 20 de Maio de 2006 às 16:16
A todos peço desculpa pela demora na resposta.

Nikonman:

E já tem feito muito! A Praça é um ponto de encontro muito vital na discussão destes assuntos. Tem realizado um trabalho, neste campo e noutros, extremamente meritório!
Abraço e bom fim-de-semana!

Gugas:

Antes de mais, obrigado pela visita! Espero que tal nunca suceda. Perante a demora em avançar com o aeroporto já se falou em haver uma alternativa em Espanha. Não nos podemos deixar ultrapassar.

Bom fim-de-semana!

Zig:

Completamente de acordo.
Quando falo em silêncios, falo, sobretudo, em ausência de discussão e em desinteresse naquilo que nos rodeia. Em Beja, tal como no resto do país, só nos queixamos quando algo de mal acontece à nossa porta. Isso tem de mudar. Falei em coisas que têm andado, um pouco, no "segredo dos deuses". Só espero é que, quando as coisas se souberem, não tenhamos de arcar com as consequências sem outras alternativas. Nesse sentido, mais vale prevenir que remediar, devendo estar mais atentos e interventivos antes de que as coisas aconteçam.

Abraço e bom fim-de-semana!

Trequita:

Confesso que desconhecia a entrevista. Fiquei mais esclarecido e elucidado. Muito obrigado pelo link e bom fim-de-semana!


De Trequita a 19 de Maio de 2006 às 23:03
como resposta à tua questão podes sempre ir ao site da tv beja e ouvir atentamente a entrevista dada...
este é o link

http://www.tvbeja.com/index.php?act=emissao&menu=1&vid=19


De Zig a 19 de Maio de 2006 às 22:10
Desde que estou em Portugal tenho visto a mesma coisa aqui em Beja. Não se participa, só se critica. Mas quem quer participar (Polis) encontrava já tudo feito. Quando foi feita a alteração de trânsito aqui na Zona Industrial, a mesma coisa. Mandaram cartas para toda a gente, só uma pessoa se informou - eu! E só porque se esqueceram da minha rua.
Aqui só se sabe esperar, e criticar quando a coisa está feita!


De Gugas a 19 de Maio de 2006 às 12:50
espero que não aconteça o mesmo que aconteceu às maternidades e vos calhe um acordo com um aeródromo de espanha.


De nikonman a 19 de Maio de 2006 às 11:50
Condenados ao silêncio ou à mentira. Tudo em nome de bandeiras que nada nos dizem.
Eu vou escrevendo, falando, participando. Mas a maré é mais forte que os remos que nela navegam.


Comentar post

Contacto
Mail
O meu perfil
pesquisar
 
Posts Recentes

Ponto final

Vindo de quem vem, é supo...

Guia de resgate

Este vai longe...

Fim do terror (?)

Dose Dupla:Soundgarden/Ni...

Blog novo

Espírito de Exigência

Em exibição

Dose Dupla: R.E.M (Mais v...

Arquivos
tags

todas as tags

Favoritos

A Inquisição voltou. Nós ...

Links
subscrever feeds