Quarta-feira, 26 de Julho de 2006
Pagar para trabalhar...
Às vezes tenho dúvidas se vivo no mesmo país do eng. Sócrates ou de alguns orgãos de comunicação social. Só eu é que não vejo que "está tudo bem": o desemprego desce, a economia recupera, qual oásis dos tempos do Guterrismo. Pessoalmente, não sinto que o país esteja melhor. Bem pelo contrário.
O governo decidiu aumentar as contribuições da Segurança Social para os trabalhadores-independentes (recibos verdes). Como já se pagava pouco (pelo menos 150€ por mês) decidiu-se aumentar a coisa. É assim que se pretende aumentar a competitividade e o poder de compra? Têm consciência que existem muitos casos em que não compensa trabalhar, tendo em conta a comparticipação para a S.S.? Para além da precariedade associada aos recibos verdes, esquecem-se que os trabalhadores-independentes têm direito a muito pouca coisa. A lógica dos recibos está errada: associam um trabalho incerto, e muitas vezes sem calendário definido, a contribuições mensais, que em muitos casos são impossíveis da pagar a tempo e horas. Lá teremos de pagar juros.
Eu trabalho a recibos-verdes. Não tenho outra hipótese. Admito que haja muita gente que tente fugir às suas obrigações e que se deva fiscalizar este tipo de actividades como deve ser. Mas existem outros que fazem por ser cidadãos cumpridores e que se sentem gozados pelas atitudes dos sucessivos governos. Se eu devesse ao Estado aquilo que ele me deve a mim...
A amoralidade da política portuguesa conhece um dos seus pontos altos na questão da S.S. - não se deve esquecer a "bandalheira" que é o rendimento mínimo garantido e questões relacionadas com reformas chorudas que aparecem do nada. Porque é que não metem portagens nas scuts ou cortam nos luxos de ministros e deputados?

tags:

publicado por Ricardo Cataluna às 01:13
link do post | comentar | favorito

5 comentários:
De RCataluna a 30 de Julho de 2006 às 17:14
Cruzeiro:

Exactamente! Sinto-me farto de trabalhar e ver outros gozar o prato... Existem muitos portugueses na mesma posição...

Bom fim de semana


De Cruzeiro a 30 de Julho de 2006 às 00:58
Para haver quem nada faça e o dinheiro lhe vá bater à porta, tem que haver quem pague!
Parece ser esse o critério usado, uns pagam os outros gozam.
Bom fim de semana


De RCataluna a 28 de Julho de 2006 às 21:59
Abade Anacleto:

Muito obrigado! Existe uma falta de estímulo para o trabalho e para uma maior exigência. Para muitos é preferível ficar em casa a ganhar o rendimento mínimo. É triste.

Abraço e bom fim-de-semana!

Zig:

Essa palavra é mais do que acertada! Irrita matar-me a trabalhar para satisfazer as necessidades de alguns que não querem "dar ao corpinho". Existem critérios de atribuição do rendimento mínimo e do subsídio de desemprego que são inqualificáveis.

Abraço e bom fim-de-semana!


De Zig a 28 de Julho de 2006 às 00:11
Inteiramente de acordo. Descontar para quê? Para esses chulos? Essa palavra vinda de mim até parece estranho, não é? Mas não tenho outra palavra, é que essa segurança social não é mais nada do que um enorme fosso, pode jogar-se dinheiro para nesse buraco, nunca se enche!


De Abade.anacleto a 27 de Julho de 2006 às 20:29
Amaldiçoado aquele que inventou a tanga dos recibos verdes (que por acaso até são azulados). O aumento do roubo para a SS vai efectivamente impedir que não valha a pena executar certos serviços porque não compensa. Bem analisado (como sempre).
Um abraço.


Comentar post

Contacto
Mail
O meu perfil
pesquisar
 
Posts Recentes

Ponto final

Vindo de quem vem, é supo...

Guia de resgate

Este vai longe...

Fim do terror (?)

Dose Dupla:Soundgarden/Ni...

Blog novo

Espírito de Exigência

Em exibição

Dose Dupla: R.E.M (Mais v...

Arquivos
tags

todas as tags

Favoritos

A Inquisição voltou. Nós ...

Links
subscrever feeds