Terça-feira, 29 de Janeiro de 2008
Mudar para ficar tudo na mesma?
Do que é que se pode esperar de diferente de uma sucessora que diz que a política de saúde é delineada pelo primeiro-ministro? E este nunca colocou em causa, bem pelo contrário, o trabalho de Correia de Campos?

Em relação à pasta da Cultura, não podem existir expectativas de mudança em relação a algo que, praticamente, não existiu.

O tempo dirá que tipo de remodelação foi esta: se para inglês ver ou para melhorar a performance do governo. Eu vou mais pela primeira opção.

Dois ministros maus já se foram embora. Só faltam o da Economia, da Educação, da Agricultura...

tags:

publicado por Ricardo Cataluna às 22:13
link do post | comentar | favorito

4 comentários:
De RCataluna a 30 de Janeiro de 2008 às 18:58
@zig:

Ora, agora é que lhe deste em cheio!!!


De Zig a 30 de Janeiro de 2008 às 00:26
Esqueceste-te do falso betoneira Amaral, do ministro das obras públicas...

Esta máquina governamental muito bem lubrificada necessita apenas um qualquer nome frente ao ministério, uma espécie de carne para canhão, de alguém para queimar. Mas não interessa, já que certamente essa pessoa "queimada" reaparece depois num cargo público qualquer muito bem renumerado!


De RCataluna a 29 de Janeiro de 2008 às 23:12
jb:

Exactamente!


De JB a 29 de Janeiro de 2008 às 23:09
o triste no meio disto, é que é deveras complicado encontrar um ministro de jeito...


Comentar post

Contacto
Mail
O meu perfil
pesquisar
 
Posts Recentes

Ponto final

Vindo de quem vem, é supo...

Guia de resgate

Este vai longe...

Fim do terror (?)

Dose Dupla:Soundgarden/Ni...

Blog novo

Espírito de Exigência

Em exibição

Dose Dupla: R.E.M (Mais v...

Arquivos
tags

todas as tags

Favoritos

A Inquisição voltou. Nós ...

Links
subscrever feeds