Domingo, 15 de Julho de 2007
Portugal integrado em Espanha? Nunca!
Como sabem procuro acompanhar as problemáticas relacionadas com a Península Ibérica. Sempre fui um interessado pela história dos dois países, ainda mais por culpa do meu percurso académico. Contudo, nunca defendi, nem defendo, a integração de Portugal em Espanha. Acho que essa ideia é um disparate e só pode vir de quem não está interessado em resolver os nossos problemas, nem tem um mínimo de consciência histórica.
Mas isto vem a propósito de uma entrevista de Saramago ao DN. Já não tenho paciência...
Para ler a entrevista, clique
aqui.


publicado por Ricardo Cataluna às 10:29
link do post | comentar | favorito

13 comentários:
De RCataluna a 31 de Julho de 2007 às 19:01
josé antonio:

A mí me da igual que sea un nobel o no. Y es indiscutible el derecho de cada uno a tener opinión. Lo que me deja triste es el desprecio y el rencor que él sigue teniendo por Portugal. Eso sí es lamentable.

Gracias por su visita

Abrazo


De Jose Antonio a 29 de Julho de 2007 às 11:04
No entiendo el comentario ese de que porque sea un premio nobel y gran escritor quiera forzar al pueblo portugues!! es algo incomprensible. Yo tampoco estoy de acuerdo con el, no se si por no ser portugues no me siento tan "dolido" y no entiendo muy bien los insultos que en muchos sitios he leido (no lo digo por ese comentario, claro). Es un premio nobel, gran escritor y eso no debe impedirle a tener opinión, aunke sean consideradas algunas mayotitariamente desacertadas, pero es libre de hacerlas, y el hecho de hacerlas no implica obligar a nadie. No es politico que ocupe un cargo importante y que por tanto pueda forzar nada, es un hombre de cultura con una opinión, que puede ser apoyada o no, pero ese derecho no debe nunca criticarse y decir que no se esta de acuerdo por ser escritor y tener 1 premio no tiene sentido.


De RCataluna a 22 de Julho de 2007 às 10:35
suzete evaristo:

Comentário bem pertinente. Completamente de acordo!


De Susete Evaristo a 22 de Julho de 2007 às 00:56
Republico o comentário já feito noutro blogue mas que manteno na integra:
Se já é triste chegar à conclusão de como é possivel levar o povo, em consequência dos desaires politicos dos senhores que estão no poder, e pelo incremento da ignorância, a perderem a memória nacional, pior ainda é ver um dos mais ilustres escritores da lingua de Camões vir fazer tais afirmações.
A primeira das causas é sem dúvida a pouca importância que se dá na escola à História de Portugal, a outra, é a ideia que tudo o que vem de fora é que é bom e assim sendo incrementa-se a importação e penaliza-se, com impostos sobre impostos e taxas sobre taxas, a produção nacional.
No segundo caso e relativamente ao que diz o cidadão Saramago, que é livre de pensar o que quizer, não sendo no entanto de todo insento de interesses, uma vez que além de viver em Espanha é casado com uma cidadã daquele país, está no seu direito ... e é verdade. O que não tem é o direito de querer forçar, com as suas declarações, servindo-se da qualidade de Nobel e de grande escritor, o pensamento do povo português, ou melhor daqueles cuja formação é sensivel a outros valores, que não só a economia.
Como sabe quem estuda estas coisas, Portugal existe desde 1139, enquanto que a espanha que hoje conhecemos, composta de um conjunto de nações autónomas (é bom não o esquecer), é fruto da unificação que se deu apenas em 1497 pelo tratado de unificação de Aragão e Castela resultante do casamento de Fernando e Isabel, os chamados reis católicos.
Depois há que pensar e horar aqueles que desde 1637 prenúncio do movimento restaurador, deram a sua vida para que continuassemos a ser uma NAÇÃO LIVRE E INDEPENDENTE.
Será que não basta a nossa integração na UE será que não basta termos a nossa vida condicionada pelas resoluções tomadas em Bruxelas?
Sou levada a pensar que Saramago está com algum ataque de Alzaimer, aliás o que se comprova pelo facto de ter casado em Portugal, há já alguns anos com a sua amada Pilar e se ter esquecido de registar tal facto em Espanha.
Quanto ao aumento do IVA que aqueles senhores defendem o melhor é proporem o ROUBO total dos salários da classe média, pois da alta estamos conversados e aos pobes já nada há para roubar.


De RCataluna a 18 de Julho de 2007 às 21:07
joão:

Compreendo-te perfeitamente!! Muito bem mesmo!! Só tenho pena é que a nossa região não saiba ou não queira aproveitar jovens com o teu valor.

Abraço e que corra tudo bem!


De João a 18 de Julho de 2007 às 20:25
acredita que dificilmente volto para o meu pais para trabalhar tao cedo... condicoes precarias, explorados ate mais nao, entre muitas outras coisas mas... como eu costumo dizer por ca, portugal e bom para ir de ferias, nada mais... desculpa a expressao, mas portugal infelizmente esta entregue aos bichos..., e nao vejo motivo nos proximos 5 a 10 anos para voltar... trabalhar para aquecer... nao contem comigo... o tempo da escravatura caso alguns nao saibam ja passou...ha sempre a hipotese factor C, nao nao e factor credebilidade que isso nao existe no mercado de trabalho para as entidades patronais, refiro-me sim ao factor cunha, como sou totalmente contra isso, alias acho que e preciso ter vergonha na cara para usar esses meios para conseguir algo...


De RCataluna a 18 de Julho de 2007 às 09:35
joão:

Tem cuidado, com a "nóia" com que andam, ainda emitem um mandato de captura internacional:)

Em relação ao nosso país, digo-te o mesmo que digo à minha irmã: Deixa-te estar onde estás.

Abraço!


De João a 16 de Julho de 2007 às 22:53
Bem este homem nao vende livros entao tem de arranjar maneira de se auto promover, como tal sai asneira da grossa...
eu tb faco os meus desabafos de um dia sermos conquistados pelos espanhois, mas afinal de contas temos a nossa historia.
quanto aos 30 ou 40 anos estarmos numa so europa ZIG, acho que os 0 estao a mais, dentro de 3 ou 4 anos ja nao mandamos em nos pelo andar da carruagem, entao depois do desinteresse que ontem se viu nas eleicoes em lisboa, penso que a nivel nacional a politica nao esta muito mais credivel... mas dizia eu, depois do que se viu ontem... foi tipo como cereja em cima do bolo para o bando de curruptos que manda no nosso pais...

(Se alguem do governo ve isto ainda me veem buscar para ir de cana... azarucho que nao estou no pais...)

abracos


De RCataluna a 16 de Julho de 2007 às 16:23
celtiberix:

E hoje continua o sermão com mais conversas sobre Iberismo e o aumento do ensino do Espanhol nas escolas portuguesas. Como se o ensino do Castelhano fosse indicativo de qualquer coisa que fosse mudar no nosso país. É apenas mais uma língua que os nossos alunos podem aprender.

Abraço e boa semana!

zig:

Confesso que estava irritado, ainda mais por ser uma ideia transmitida por quem é...

O erro já foi corrigido, obrigado!

Já agora, o pendura ainda aparece? Acho que já resolvi o problema.

Abraço e boa semana!


De Zig a 16 de Julho de 2007 às 00:44
Este tipo, quando mais velho, mais parvo! Reconheço o valor literário dele, mas mais nada!

Sendo espanhois? Nunca! Mas a tendência é outra, daqui a 30 ou 40 anos a Europa será unida, assim o espero!

Pelos vistos te irritaste tanto que escreveste entrevitsa (lol)

Outra coisa: Já há alguns dias o teu blog tem um "pendura", isso é normal?


Comentar post

Contacto
Mail
O meu perfil
pesquisar
 
Posts Recentes

Ponto final

Vindo de quem vem, é supo...

Guia de resgate

Este vai longe...

Fim do terror (?)

Dose Dupla:Soundgarden/Ni...

Blog novo

Espírito de Exigência

Em exibição

Dose Dupla: R.E.M (Mais v...

Arquivos
tags

todas as tags

Favoritos

A Inquisição voltou. Nós ...

Links
subscrever feeds