Domingo, 14 de Dezembro de 2008
De assinalar...

O clube do meu coração vive momentos francamente tumultuosos. Aposto que ninguém se vai aperceber da grande vitória que a equipa sénior alcançou hoje: vitória em Moura (bela equipa e líder incontestado da 1ª distrital) por três a zero. Faço votos que o Desportivo consiga sair desta crise e que a nova liderança do clube tenha mais sorte. O clube tem de viver com a realidade e não pode dar passos maiores do que as pernas. Apesar de tudo, tenho  fé na agremiação da Rua do Sembrano...


tags:

publicado por Ricardo Cataluna às 20:26
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De João Barros a 15 de Dezembro de 2008 às 00:35
Isto merece um comentário à Paulo Bento, caso só é caso quando gera duvida, aqui não há caso nenhum, pois outra coisa não era de esperar.
Vamos então aos factos, o Nuno não tinha até a data mostrado qualquer experiência para gerir um clube de futebol, não têm experiência nem como jogador, nem como treinador nem como gestor de empresa (que mesmo assim não é suficiente). Logo a probabilidade de sucesso era proporcional a eu ganhar o euro milhões duas semanas seguidas.
Outro facto também é que na altura de avançar ninguém o fez e só o Nuno avançou... No entanto agora vão andar num vai e vem na esperança de encontrar alguém tão ou mais louco que o Nuno porque ninguém no seu perfeito juízo o fará. fará sim aquele que das duas uma, ou quer lavar dinheiro ou então não tem juízo e tem excesso e tempo livre... e dizes tu, é triste dizer isto, e eu digo, é mais triste aqueles que os empurraram para lá (não tiveram a coragem para avançar) agora devem estar a dizer mal... nisso estou descansado, porque deste o primeiro dia disse que era um erro ele como presidente, disse a algumas pessoas e a ele pessoalmente... nisso sou coerente


De Ricardo Cataluna a 15 de Dezembro de 2008 às 22:41
@joão barros:

A minha atitude em relação à direcção do Nuno Abreu foi de lhe dar o benefício da dúvida. Era o mínimo que se podia fazer. Creio que se tornou evidente que a missão é demasiado complicada para alguém tão inexperiente. Em casa onde não há pão... Louve-se, contudo, a coragem em avançar num momento em que mais ninguém o fez. Espero que todos assumam as suas responsabilidades. Espero, também, que o Nuno não se transforme numa espécie de Santana Lopes do Desportivo, ou seja, que sirva de desculpa para todos os males e erros cometidos num passado recente.


Comentar post

Contacto
Mail
O meu perfil
pesquisar
 
Posts Recentes

Ponto final

Vindo de quem vem, é supo...

Guia de resgate

Este vai longe...

Fim do terror (?)

Dose Dupla:Soundgarden/Ni...

Blog novo

Espírito de Exigência

Em exibição

Dose Dupla: R.E.M (Mais v...

Arquivos
tags

todas as tags

Favoritos

A Inquisição voltou. Nós ...

Links
subscrever feeds