De celtiberix a 4 de Junho de 2009 às 19:48
1 - o "retorno" de IRS consubstancia (porra... que palavrão; isto são reflexos da campanha) uma redistribuição da riqueza produzida por todos (outra vez porra: todos??!!!)
2 - esse "retorno" depende de cálculos para saber quem deve receber "isto" ou "aquilo", tipo x ou y.
3 - cada um (era bom, era) paga segundo o que pode (e não segundo o que deve) e recebe segundo o que que CONSEGUE (e não sobre o que deveria) receber.
4 - se o anterior fosse correcto, ai dos detractores de Lenine: de cada um segundo as suas possibilidades, a cada um segundo as suas necessidades.
5 - este "retorno" nada mais é que um "toma lá o que te devo" dum estado que se arvorou no direito de lhe emprestarmos à força, devolvendo-nos o nosso "pilim" quando lhe apetece, e sem qualquer tipo de compensação, vulgo "juros".
6 - Deveria haver votação de seis em seis meses: para o Parlamento Europeu, para a A. Legislativa, para a P. da República, e para as Autarquias;
Já agora: chamem-me bolchevique que eu estou-me nas tintas.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.