Sexta-feira, 17 de Fevereiro de 2006
"Uma aventura" no parque industrial de Beja
Não, não é mais um título da famosa colecção infanto-juvenil. É a sensação provocada por uma visita de automóvel ao parque industrial da nossa cidade. Após as recentes alterações à circulação rodoviária no parque, assiste-se, diariamente, a algumas acrobacias corajosas que, por sorte, não provocam estragos maiores: constante desrespeito pelos sentidos proibidos, velocidade exagerada, apenas para referir alguns exemplos.
Ao que parece, tratou-se de uma tomada de posição da Câmara. Será que é uma daquelas medidas de maior aproximação aos cidadãos, como foi preconizado nas últimas eleições autárquicas? Se assim foi, as perspectivas não são muito animadoras, já que, ao que parece, os empresários não ficaram muito satisfeitos com as mudanças efectuadas, pois, aparentemente, foram feitas sem seguir um critério minimamente razoável. Pelo menos, é esse o meu ponto de vista!

tags:

publicado por Ricardo Cataluna às 16:06
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De Zig a 20 de Fevereiro de 2006 às 09:41
Benvindo á blogosfera.
O que disse, é verdade. Pouco sentido faz, esta alteração ao trânsito, só para os camiões, pouco mais. Todas as manhãs sou confrontado com o descontentamento dos trabalhadores do parque industrial, principalmente dos que trabalham nas primeiras oficinas do lado esquerdo, para quem entra no parque do lado da linha de caminho de ferro. É que viram aí á esquerda, qualquer dia há aí um acidente, mas quem sou eu....
@charlie
Esta marcação começou muito mais cedo. Deram nomes ás ruas: Rua do Progresso, Praça do Cooperação etc. (lol)


De Charlie a 20 de Fevereiro de 2006 às 09:27
Os sinais no parque industrial, tem a ver com algo canino. Todos os cães marcam os territórios com sinais de urina. Levantam a pata traseira e deixam nas esquinas uma remeniscência atrofiada que herdaram dos lobos ancestrais quando este limitavam a sua área de influencia.
Assim, para marcar terreno e mostrar quem manda, longe de implentar benfeitorias de que o parque precisa, encharcaram cada esquina com símbolos humanos, equivalentes caninos.
Que alma alguma que tenha de atravessar o parque tenha a veleidade de esquecer a quem pertencem esses reinos!


Comentar post

Contacto
Mail
O meu perfil
pesquisar
 
Posts Recentes

Ponto final

Vindo de quem vem, é supo...

Guia de resgate

Este vai longe...

Fim do terror (?)

Dose Dupla:Soundgarden/Ni...

Blog novo

Espírito de Exigência

Em exibição

Dose Dupla: R.E.M (Mais v...

Arquivos
tags

todas as tags

Favoritos

A Inquisição voltou. Nós ...

Links
subscrever feeds