Terça-feira, 16 de Maio de 2006
Quem avisa...
Chegou-me aos ouvidos que o Festival da Eurovisão da Canção se está a aproximar. Já não bastava o nosso país estar numa situação difícil e ainda temos de levar com mais uma (habitual) humilhação. Devemos terminar com uma pontuação do tipo, Portugal, seven points.
Nestes festivais concorrem três tipos de cantores. A saber:
Os cantores-hepatite - com tão pouca imaginação que vão buscar o nome às hepatites. Exemplos são a Melanie B, Melanie C, Kenny G, etc...
Os cantores-poupança - cada vez mais populares no nosso país, são conhecidos por poupar no tecido que vestem. Quanto menos tecido, menos voz. Abrange, sobretudo, as mulheres, se bem que o número de homens com estas características aumenta perigosamente.
Os cantores-verbais - muito populares em Portugal. São aqueles que constrõem as letras com base em verbos e pouco mais. São capazes de oferecer pérolas como: Quero sentir o teu amar/amar o teu sentir/beijar o teu olhar/olhar o teu dormir...
Força! Nós vamos sobreviver a esta dura prova! Depois do penteado do José Cid já nada nos pode assustar!

tags:

publicado por Ricardo Cataluna às 00:26
link do post | comentar | favorito

7 comentários:
De RCataluna a 17 de Maio de 2006 às 14:58
Abade Anacleto:

Obrigado! Continuação de bom trabalho! Abraço!

Trequita:

Confesso que só ouvi a música uma vez e já não me lembro dela...
é preocupante?

Zig:

A forma como correu o festival da RTP não augura nada de bom em relação à nossa participação. O festival não traz nada de novo e está, do meu ponto de vista, cada vez mais nivelado por baixo. Abraço!

Bia:

Já lá vai o tempo em que a Rosa Lobato Faria escrevia 90% das letras. Lembras-te da Dora que nos representou 856 vezes? O grupo a que de referes chamava-se Da Vinci.
Bjs

Chico:

Acho que o José Cid passou ao lado de uma grande carreira. desconhecia esse facto do disco de rock progressivo. Acompanharei o teu blog dedicado ao mesmo para saber mais sobre esse álbum.

Abraço!

Restaurador:

Não tá esquecido! Pelas 11 horas colocarei um post sobre a final. Gostaria muito que ganhasse o Barça. Contudo, estou com a sensação que o Arsenal vai ganhar. Enfim, logo se vê...
Até logo.
Abraço!


De O Restaurador a 17 de Maio de 2006 às 13:39
Portugal ainda participa nisso?!?! De facto nós temos uma capacidade sádica estraodinária!...

Logo Arsenal - Barcelona... Vamos ver quem irá ganhar, eu acho que se numa competição uma das equipas que chegam à final nunca tenha vencido essa competição, deveria conseguir vencê-la para não serem sempre os mesmos... O problema do Arsenal é o possível desmembramento da equipa... Vamos ver...

Abraço!


De Chico a 17 de Maio de 2006 às 11:02
Festival da Eurovisão?
Mas ainda há quem ligue a isso?
Para mim, é um não-acontecimento.

Quanto ao José Cid, é um dos músicos mais "enigmáticos" da pop nacional.
99,9% do que fez foi, à falta de melhor definição, uma valente bosta.
Além disso, o tipo não joga com o baralho todo. É meio atrasado.
Mas, e esta é a excepção que confirma a regra, o homenzinho foi capaz de fazer um belíssimo álbum de rock progressivo, em 1978!
E esse álbum só não é brilhante devido à paupérrima qualidade das letras. Porque musicalmente está ao nível do melhor que se fazia na Europa, à época.
Um dia destes, dedicarei um post no meu blog sobre este disco.


De Bia a 17 de Maio de 2006 às 10:47
Genial! Faltou referir as cancoes com nomes de fruta/chocolate/agua fresca - tambem foi uma praga aqui ha uns anos!!! Ate dava sede a uma pessoa!

Talvez dos melhores que ja tivemos foram aqueles tipos que cantavam "Ja fui ao Brasil, Praia e Bissau... Ja fui o Conquistadooooor". Como era o nome deles? Pelo menos era educativo e fazia sonhar, nao acham?

P.S. - Desculpem a falta de cedilhas e acentos, mas o meu teclado a isso obriga...


De Zig a 17 de Maio de 2006 às 00:27
Começou logo com a polemica na eleição da canção portuguesa para o festival. A que perdeu tinha mais qualidade, mas nunca vingaria na Europa, cujo festival vai também descendo de qualidade. Espero que este ano a qualidade melhore. Desde que tenho vídeo gravava o festival. Com a falta da qualidade acabei com este hábito, já não vale a pena. É só gritaria, quase sempre em inglês, e como dizes, pouca roupa e muito glamour.
Temo que Portugal vai estar nos noticiários internacionais em: Também cantaram....


De Trequita a 16 de Maio de 2006 às 22:15
Este ano parece que são as Non Stop!
A música é para esquecer e a letra é quase inexistente...
já não me lembro se tem alguma parte em Inglês ou não.


@abade.anacleto
No ano passado a nossa canção tinha um refrão em Inglês, facto este que gerou alguma polémica na altura. Um dos artistas que se sentiu algo revoltado com este aspecto foi nem mais nem menos que o José Cid!


De Abade.anacleto a 16 de Maio de 2006 às 12:24
Meu Deus! Cada vez gosto mais de ler este Blog! Não poderia estar mais de acordo com a descrição. Só nos falta fazer como Israel, qualquer dia passamos a cantar o refrão em Inglês!
P.S.: Essa da cabeleira do José Cid esteve de mais.


Comentar post

Contacto
Mail
O meu perfil
pesquisar
 
Posts Recentes

Ponto final

Vindo de quem vem, é supo...

Guia de resgate

Este vai longe...

Fim do terror (?)

Dose Dupla:Soundgarden/Ni...

Blog novo

Espírito de Exigência

Em exibição

Dose Dupla: R.E.M (Mais v...

Arquivos
tags

todas as tags

Favoritos

A Inquisição voltou. Nós ...

Links
subscrever feeds