Domingo, 29 de Abril de 2007
Os Dias
Os dias são árvores que se abatem
em fila indiana
uns atrás dos outros

os dias são amostras de oxigénio
de oxigénio vivo
que revigora o cérebro

os dias são pedestais
pedestais utilizados para ver tudo
de forma diferente

todos os dias são nascentes de rios
de águas calmas e lúcidas
que escorregam em arbustos verdes

os dias são raios fulminantes
saídos dos úteros das mães do mundo
perindo descendentes inauditos e aventureiros

os maus dias são pedras pesadas e duras
daquelas que estão no leito do rio
de formas perfeitas, que se guardam para mais tarde recordar

os dias gloriosos são a melhor parte do doce
daquele que se guarda para o fim
os dias que têm um minuto

os dias são o resultado do efémero
os dias são os restos da fortuna
os dias são escritos pelo amanhã.

O Bom Gigante

tags:

publicado por Ricardo Cataluna às 14:53
link do post | comentar | favorito

Contacto
Mail
O meu perfil
pesquisar
 
Posts Recentes

Ponto final

Vindo de quem vem, é supo...

Guia de resgate

Este vai longe...

Fim do terror (?)

Dose Dupla:Soundgarden/Ni...

Blog novo

Espírito de Exigência

Em exibição

Dose Dupla: R.E.M (Mais v...

Arquivos
tags

todas as tags

Favoritos

A Inquisição voltou. Nós ...

Links
subscrever feeds